CPQD anuncia ferramenta de atendimento automático

O CPQD anuncia a NLU — Natural Language Understanding — sua nova ferramenta de atendimento automático

O CPQD anunciou a hoje, 27, NLU — Natural Language Understanding — sua nova ferramenta de atendimento automático.

O CPQD anunciou hoje, 27, que está lançando sua nova solução destinada a tornar as jornadas de atendimento automático mais naturais e amigáveis. A ferramenta apresentada pela empresa chama-se NLU, abreviação para Natural Language Understanding. 

A novidade utiliza-se de Inteligência Artificial (IA) nas técnicas de Processamento de Linguagem Natural (PLN) para proporcionar uma melhor compreensão da linguagem humana, em português, por assistentes virtuais e voice bots, em diferentes canais de relacionamento.

“Ao detectar a intenção, a partir de uma interação nos canais de atendimento, a NLU ajuda a melhorar o diálogo, trazendo mais eficiência, inteligência e fluidez. Com isso, melhora a qualidade da experiência do cliente durante a interação com os serviços de atendimento digital oferecidos pelas empresas em geral”, afirma Ademar Soares Junior, responsável pelo marketing de soluções de Interação Inteligente do CPQD.

“O uso de IA permite à NLU analisar o contexto e interpretar perguntas e comandos para fornecer respostas mais assertivas aos usuários. Além disso, o aprendizado de máquina permite que esse recurso fique mais inteligente com o tempo e o uso contínuo”, explica.

O CPQD espera complementar seu portfólio de Interação Inteligente com o atendimento automático da NLU. Já possuindo soluções como o Texto Fala (conversão de texto em voz), Reconhecimento de Fala (STT/ASR) e Transcrição de Diálogo e Biometria de Voz Produtos, todos desenvolvidos com tecnologia 100% nacional. Fornecidos no modelo de software como serviço (SaaS) e podendo ser integrados a outros sistemas presentes no mercado. 

“A NLU é um serviço oferecido por meio de uma API em cloud, que pode ser integrada às soluções do CPQD e, também, a outras de mercado”, afirma Soares. “Pode ser usada, por exemplo, por empresas que possuem assistentes virtuais e desejam agregar Inteligência Artificial ao seu negócio”, conclui. (Com assessoria de imprensa)

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10373