Boa Vista aposta na democratização do crédito no país

A empresa anuncia a 4ª geração de modelos para a tomada de crédito, que tem potencial de aumentar em 150% o número de pessoas contempladas.
Boa Vista aposta na democratização do crédito no país - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

A Boa Vista, empresa de inteligência analítica, aprimora modelos de concessão de crédito para democratizar o seu acesso com o lançamento da quarta geração da família de produtos, PowerScore4,.

“Queremos facilitar a tomada de crédito por parte do consumidor e incluir mais pessoas no sistema financeiro. Estamos convivendo com um momento delicado da economia com taxas de juros e inflação elevadas. Por isso, é importante aumentar as possibilidades do consumidor, sem menosprezar os riscos, evitando assim que a inadimplência aumente”, afirmou Lucas Caiche Guedes, VP de Negócios da Boa Vista.

A família PowerScore4 é composta por quatro modalidades de crédito: empréstimo pessoal, cartão de crédito, financiamento de veículos e crédito imobiliário. A Boa Vista estima que as soluções podem aumentar em até 150% o percentual de pessoas que receberão crédito, comparado aos modelos anteriores, que já eram bem assertivos.

A 4ª geração de modelos de concessão ainda amplia o acesso para o público não bancarizado, e pode aumentar em 32% o número de pessoas que recebem crédito, mas não possuem contas em bancos.

“Estamos preparados para trabalhar com qualquer técnica estatística, inclusive as mais modernas. A Família PowerScore4 é o resultado de um trabalho contínuo e duradouro do nosso Centro de Excelência em Analytics (CEA) e da nossa área de Dados, e reflete os investimentos da Boa Vista em tecnologia nos últimos anos”, observa o VP de Negócios.

Os novos modelos de concessão utilizam todas as informações disponíveis na base da Boa Vista, além de contemplar o Cadastro Positivo, o cadastro negativo, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) e outras bases alternativas, obtidas pela empresa devido ao seu relacionamento com outras empresas e instituições que são fontes de bases de dados no país.

A nova geração aperfeiçoou suas técnicas de machine learning, que são usadas para traçar perfil comportamental do consumidor e utiliza novas variáveis preditivas, facilitando a aprovação de crédito.

“O desenvolvimento da Família PowerScore4 contou com muitas equipes trabalhando de forma integrada. Os modelos contam com algoritmos de alta performance, aprimorados a partir do que há de mais moderno na área de Analytics e são destinados a negócios de todos os tamanhos”, finaliza Lucas Guedes.

(Com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1801