BlockBr lança API para empresas e projeta distribuir R$ 40 bilhões

A partir do conceito Token as a service a BlockBr desenvolveu um API que permite que empresas transformem seus ativos em tokens.
BlockBr lança API para empresas e projeta distribuir R$ 40 bilhões - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

Faz um tempo que o modelo as a service saiu do universo dos softwares e migrou para diferentes setores da economia. Hoje, é possível encontrar ferramentas de trabalho, de lazer, de diversão e do dia a dia com esse modelo de negócio – e agora também vai ser possível a negociação de diferentes tokens dessa forma.

A BlockBr, fintech de digital assets e investimentos, criou o conceito de Token as a Service (TaaS) para impulsionar ainda mais o segmento dos criptoativos no mercado brasileiro e fomentar a tokenização a originadores e distribuidores de ativos. A empresa projeta uma distribuição que poderá chegar a mais de R$ 40 bilhões logo nos três primeiros anos de atuação.

A proposta é simples: a companhia desenvolveu uma API (interface de programação de aplicação) que permite que as organizações transformem seus bens e ativos financeiros em tokens e distribuam em seus próprios ecossistemas. Ou seja, a BlockBr faz o processo de tokenização e a empresa fica responsável por entregar os ativos ao público. E agora a fintech oferece também um backoffice completo para que originadores de crédito, custodiantes e distribuidoras possam se tornar tokenizadoras sem perder a velocidade em que o mercado se encontra.

O modelo é destinado a bancos, corretoras, originadores de crédito, grandes incorporadoras e demais instituições que possuem um ambiente próprio para distribuição e circulação de ativos. Com esse processo, a negociação ocorre de forma mais rápida e eficiente, além de reduzir o custo por permitir que a tokenização ocorra de dentro para fora, no próprio ambiente da organização.

A BlockBr iniciou suas atividades em 2021 oferecendo uma solução completa e eficiente: a emissão do token com a oferta em seu marketplace para negociação primária, feito com tecnologia própria, e uma wallet que funciona como uma exchange para que os usuários possam guardar, comprar, vender e sacar ativos tokenizados e suas criptomoedas.

(com assessoria)

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1785