Bitcoin em queda, JP Morgan acusa mineradores

Para analistas do JP Morgan a necessidade de venda dos mineradores de bitcoin pode pesar no preço do token por algum tempo.
Bitcoin não se recupera e JP Morgan acusa mineradores - Crédito: Freepik
Crédito: Freepik

O bitcoin perdeu novamente o limite de US$ 21.000. Após um pico de mais de US$ 21.500 ontem, a maior criptomoeda do mercado recuou 0,33% às 11h48 (horário de Brasília) desta terça-feira, 28, cotado a US$ 20.748.

Há uma semana, o bitcoin vem evoluindo em movimentos e cenários de incertezas: após uma baixa em US$ 17.611 em 18 de junho, seguida de um breve e tímido aumento, oscilando em ambos os lados de um pivô de curto prazo localizado em torno de US$ 20.500, com um valor ainda muito forte.

Quando o ex-bilionário Tim Draper fez uma previsão ambiciosa para a maior criptomoeda do mundo, em uma entrevista à revista Forbes no início de 2022, prevendo que alcançaria o marco de US$ 250 mil em um ano, não havia tantas incertezas pairando sobre o mundo.

Para analistas, as incertezas enfrentadas pelo bitcoin e criptomoedas em geral se deve à ampla aversão ao risco nos mercados, diante de uma inflação muito alta e riscos concretos de recessão.

Mineração de bitcoin pesam no token

Analistas do banco JPMorgan Chase & Co apontaram, no entanto, para a existência de um outro fator que eles acreditam estar pesando no bitcoin e que deve continuar a ameaçar a criptomoeda. Em comunicado divulgado ontem pelo banco, analistas afirmaram que a necessidade de venda dos mineradores de bitcoin pode pesar no preço do token por algum tempo.

As empresas de mineração de bitcoin de capital aberto, que representam cerca de 20% do total, já relataram vendas de bitcoin em maio e junho, para aumentar a liquidez, cobrir custos e possivelmente destravar.

No entanto, de acordo com o JPM, as empresas privadas de mineração de bitcoin podem ter vendido uma parcela maior de sua receita de mineração para atender os custos contínuos.

Embora tenha começado junho na casa dos US$ 31 mil, a cripto já perdeu cerca de 32% do valor somente neste mês ao chegar nos US$ 21 mil.

(Com Investing.com)

 

Avatar photo

Redação DMI

Artigos: 1785