Avaya pede proteção contra falência

Em 2007, a empresa foi comprada por US$ 8 bilhões. Agora, acumulava dívidas de US$ 6,3 bilhões.

shutterstock_ Stuart Miles_mercado_negocios_operadoras

A empresa norte-americana de prestação de serviço de telecom, Avaya, entrou ontem, 19, com pedido de proteção contra os credores, o Chapter 11 (no Brasil, o pedido é de recuperação judicial). Em 2007, a empresa foi comprada pelos fundos de private equity TPG e Silver Lake por US$ 8 bilhões. Agora, ela estava com uma dívida de US$ 6,3 bilhões, e prestes a não conseguir pagá-la.

A empresa, segundo a agência Reuters, não conseguiu fechar um acordo com os credores, cujo prazo final se encerrava no final do mês e por isso decidiu pela proteção. Pretende agora vender ativos e reestruturar a operação. para se reerguer.

Há algum tempo  tenta vender a sua empresa de call center, mas as negociações não avançaram. No comunicado divulgado ontem, Avaya informa que conseguiu um empréstimo do Citigroup de US$ 725 milhões, que irão garantir o funcionamento da empresa pelos próximos 60 dias. ( da redação).

 

Avatar photo

Da Redação

A Momento Editorial nasceu em 2005. É fruto de mais de 20 anos de experiência jornalística nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e telecomunicações. Foi criada com a missão de produzir e disseminar informação sobre o papel das TICs na sociedade.

Artigos: 10589